Medicamentos

Qual a diferença entre o mononitrato e o dinitrato de isossorbida?

24/03/2017 - 09:56

Dinitrato ou mononitrato de isossorbida?

Os nitratos têm ação farmacológica similar1,2,3, porém, possuemdiferenças quanto à farmacocitica, indicações de uso, doses e posologia. O mononitrato de isossorbida é metabólito ativo da forma dinitrato1,4,5Omononitrato de isossorbida difere do dinitrato em variáveis do perfilfarmacocitico3: não sofre metabolismo de primeira passagem, tem um tempo de meia-vida de eliminação longa (5h), não possui metabólitos ativos, abiodisponibilidade é aproximadamente 100% e os veis séricos são maisreprodutíveis e previsíveis.
Comparando os perfis farmacocinéticos, observa-se que devido à sua alta lipofilicidade, o dinitrato de isossorbida é bem absorvido por via sublingual e permite redução dos sintomas da crise de angina em aproximadamente 5 minutos1.
O mononitrado de isossorbida é utilizado no tratamento de manutenção da angina(uso crônico)1,4,5, enquanto o dinitrato de isossorbida é administrado em pacientes que não respondem à nitroglicerina sublingual1,4,5 e para o tratamento das manifestações agudas da angina instável, ou seja, dor no peito mesmo em situações de repouso6.
 
Ressalta-se que o mononitrato e o dinitrato de isossorbida possuemcaracterísticas próprias, além de formas farmacêuticas variáveis, proporcionando diferenças na terapêutica, por isso não são intercambiáveis. A troca entre estesfármacos não deve ser realizada sem o conhecimento do médico prescritor.


Texto elaborado por Acadêmico Iago Christofoli
Revisado por Prof. Tatiane da Silva Dal Pizzo
 
 
REFRENCIAL BIBLIOGRÁFICO
 
 
  1. SWEETMAN S. (Ed), Martindale: the complete drug reference. London: PharmaceuticalPress. Electronic versionGreenwood Village, Colorado: Truven Health Analytics. TheHealthcare Business oThomson Reuters. Disponível em:http://www.micromedexsolutions.com/home/dispatch. Acesso em: 20/03/2017.
  2. MCEVOY, G. K. (Ed.) AHFS Drug Information. Bethesda: ASPH, 2014.
  3. DRUGDEX® System. MICROMEDEX® Truven Health Analytics. The Healthcare Business ofThomson Reuters.Disponível em: http://www.micromedexsolutions.com/home/dispatch.Acesso em: 20/03/17.
  4. SNOKE, JealDrug Information Handbook. 23. ed. Hudson: Lexi-comp, 2014.
  5. FUCHS, F. D.; WANNMACHER, LFarmacologia Clínica: fundamentos da terapêuticaracional. 4ed. Rio de JaneiroGuanabara Koogan, 2010.
  6. DUNCAN, B.B.; SCHMIDT, M.I.; GIUGLIANI, E.R.J.; Medicina Ambulatorial: condutas de atenção primária baseadas em evidências. 4. ed. Porto Alegre: Artmed, 2013.

CIMRS.org.br
Medicamentos

Enviar Comentário